Pop!_OS 21.04 | Overview

O novo “Cosmic Desktop” da System76 foi lançado. Se você esperava o GNOME 40 ou algo próximo ao upstream, creio que está na distribuição errada…

O Cosmic desktop é uma modificação do GNOME, não apenas adição de extensões mas em partes do shell, tema, settings e sabe deus mais o que.

A System76 chegou a conclusões diferentes do time do GNOME com suas pesquisas, por isso resolveram fazer as modificações que acharam melhor e que eram mais popular entre sua base de clientes / usuários.

Começando com o Instalador:

Fiz a instalação em VM com GNOME Boxes, UEFI, 4GB RAM, 4 CPU’s e 30GB em SSD.

Sem animação de boot, pois é designado principalmente para seus hardwares super rápidos, não seu PC da Xuxa com HD de 5400rpm:

Inicia com o sistema em modo live e o instalador abre automaticamente:

Agora no instalador você cria o usuário e senha, antes era feito via gnome-initial-setup:

Ainda parece incentivar por design a criptografia de disco:

A instalação foi bem rápida, cerca de 5 minutos:

O login é modificado de forma que bloqueia a opção Wayland:

O setup inicial do GNOME é usado, porém modificado também:

Te pede para configurar idioma do teclado novamente:

E escolher entre 3 tipos de layout:

obs: são muitas opções sobre idioma porém falta tradução para muitas das suas modificações.

Eu fiquei na dúvida, mas creio que a primeira seja estilo GNOME, a segunda estilo Windows 11 ou ChromeOS e a terceira estilo MacOS.

As escolhas destes layouts vão além de apenas ausência / extensão da dock ou não. Influenciarão em quase toda maneirada de se usar ambiente e introduzirá uma nova curva de aprendizado (isso na melhor dar hipóteses rs).

Mas pelo menos deixam claro que poderá mudar depois.

Após mais algumas perguntas:

Mostrar botões de área de trabalho?

Motrar botões de aplicações?

Posição da data e hora / notificações?

A única que fiquei curioso para modificar foi esta ultima de “deixar na direita..” (mesmo não sabendo como ficará depois) gostaria que o GNOME padrão, tivesse as notificações na direita da tela.

Mas isso exigiria refazer todo o layout e menu de configurações rápidas / notificações para ficar algo decente.

Na próxima tela, apresenta um lançador / alternador de programas. É a mistura do alt + tab com lançador de app’s ativando com a tecla super.

Opção para laptops modernos que suportam navegação por gestos com 4 dedos. Algo que não poderei testar:

Ativar/desativar serviços de localização:

Fuso horário:

Contas online:

E finalmente, está pronto!

Não chega ser uma burocracia que é instalar um Windows da vida, mas está com mais passos e colocando mais escolhas já de cara aos usuários antes de realmente usar o sistema.

A primeira coisa que fiz foi mudar a resolução, normalmente clico com botão direito no desktop e “configurações de exibição”:

PopOS:

GNOME:

E novamente, muitas opções, que tenho certeza que muitos nunca viram, não conhecem, não sabem se precisam ou como usar… mas estão lá!

PopOS:

GNOME:

Já na central de configurações do Pop, percebo que adicionaram uma porrada de opção para customização da experiência de uso, creio que será útil para caso encontre algum comportamento que não goste e se por sorte, exista a opção para mudar nativamente ou apenas adicionará mais dificuldade para configurar / adaptar corretamente seu workflow.

Lembrei que tinha escolhido notificações, data e hora na direita. Mas ficou esquisito, pois apenas realocaram tudo para a direita da barra, como já imaginava…

Com a tecla super abre o alternador / lançador de app’s (que não faz busca de arquivos ou app’s para instalar).

Na qual fica com texto ilegível por conta da modificação do tema padrão, caso selecione:

PopOS:

GNOME:

Problemas de legibilidade de texto ainda ocorrem:

Alguns botões duplicados ficarão sempre visíveis, a não ser que modifique nas configurações:

Sobre:

O sistema vem com codec h264 por padrão e teoricamente não terá problemas em rodar videos ou acessar serviços como Netflix com Firefox / GNOME Vídeos:

App Center

Não vi grandes mudanças.

Atualização do sistema:

Encontrará softwares .deb do repositório do própro PopOS, do Ubuntu e Fatpak’s do Flathub:

Então se pesquisar por “steam” terá algumas opções:

Extensão Tile Windows

Vem desativada por padrão, porém parece incentivar o uso colocando um ícone na barra superior:

A função de dividir automaticamente as janelas em mais de 2 partes (GNOME atualmente é em 2) é muito interessante para vários fluxos de trabalho e principalmente telas grandes!

Porém em telas pequenas e ainda muito usadas (1360×768) o posicionamento das janelas podem ficar “erradas” rapidamente com 4 ou mais app’s abertos e isso irá exigir alguma curva de aprendizado para usar com eficiência.

Nesta resolução talvez tenha menos eficiência de espaço comparado ao layout do GNOME padrão também.

Bem, em resoluções como 1080p também exigirá uma certa prática para não ficar brigando com o tiling window…

A escolha de app’s padrão é “ok”.

Encontra coisas como app para abrir o menu / grid dentro do grid! entre outros…

Não sei se é bug, mas se estiver na “overview” ou “workspaces” ativo e clicar no botão de app grid, volta para a área de trabalho inicial do ambiente ou para o app ativo anteriormente, ao invés de abrir o menu de app’s.

Uma opção que não lembro de ter visto é de “OS Recovery” no settings / OS Upgrade e Recovery:

Ao clicar em “update” começou fazer o Download da partição de recuperação… levou alguns minutos o processo:

Então cliquei em “refresh” e abriu uma mensagem me avisando o que iria acontecer, basicamente um “reset” no sistema:

Ao reiniciar cliquei em “refresh install”

Porém falhou acusando erro de hardware, o botão “try installing again” não surte efeito, então cliquei em “restart device”:

Reiniciei e parece ter funcionado, levou alguns minutos:

Após reiniciar, estava tudo normal novamente, ou quase, acho que encontrei outro bugzinho, ao clicar em “plano de fundo” estava abrindo diretamente nas opção de customização “geral” do Cosmic ao invés de planos de fundo:

Conclusão:

Creio que o Pop perdeu alguns pontos no quesito “user friendly” nesta versão. Opções demais e principalmente, opções importantes para o workflow já de cara para o usuário. Deixou o setup mais complexo e não se preocupou com a tradução (até agora) além de introduzir novos bugzinhos que creio com o tempo irão corrigir.

Para quem gostaria de usar Wayland e GNOME “Vanilla” também não será muito feliz, pois terá que editar arquivos de configurações e desativar extensões, além de correr o risco de coisas não funcionarem corretamente, devido a falta de suporte da distro para coisas como Wayland e arrisco a dizer, bug’s relacionado a configurações das extensões, como acontece com outras extensões da comunidade…(o shell pode bugar mesmo você desativando extensões).

Continua com pontos positivos de oferecer facilmente iso dedicada com os problemáticos drivers Nvidia e muitos app’s famosos, principalmente para gamers no Linux na sua loja de app’s.

Se deseja me dar sugestões, mande para fastos2016@gmail.com ou nas redes sociais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: