Ubuntu 21.04 BETA – Overview

Nesta versão a grande novidade (para mim) é a sessão Wayland por padrão. E já adianto que tive uma boa surpresa!

A Canonical parece ter levado mais a sério a mudança para sessão Wayland, apesar de ainda faltar alguns ajustes e mais atenção para o mesmo.

Fiz uma instalação padrão marcando codec’s, drivers e atualizações.

Em alguns momentos após fazer login, a dock do Ubuntu demora um pouco para carregar:

Além da sua tela de bem vindos com configurações e apresentações iniciais:

O sistema traz um gerenciador de bug’s e cria um ícone para notificar quando detectar algum:

Para atualizar o sistema ainda é usado uma ferramenta própria, a GNOME Software é usada apenas para os Snaps:

Os Snap’s que são poucos por padrão, apenas a Snap Store e runtimes:

Sobre informações de boot via systemd:

O sistema inicia rapidamente por padrão, com poucos serviços dev-loop.device e outros serviços dos Snap’s atrasando (em SSD):

Após 3 snap’s instalados, aumentou a quantidade de serviços, mas em SSD não atrasou o boot significativamente:

Mas o boot inicial dos Snap’s irão compensar qualquer tempo de espera, pois basicamente todos demoram para abrir na primeira vez e as vezes nas segundas vezes também…

Instalei o Telegram e Spotify e GIMP via Snap Store. Notei ao tentar instalar vários Snap’s ao mesmo tempo a loja mostra algumas mensagens de erro, mas no final o processo foi concluído com sucesso. Assim como o tema diferente do sistema.

A Canonical escolheu oferecer uma opção de tema globalmente, podendo escolher entre “Claro, Padrão e Escuro” nas configurações:

Se mudar para o modo escuro, terá mais chances de alguns aplicativos ficarem quebrados visualmente:

Como podem ver, o desktop é ativo graças a extensões e agora com mais opções de arrastar e soltar itens das pastas:

Pessoalmente acho o desktop ativo no GNOME muito estranho, duplica coisas na tela, além de favorecer uma bagunça a longo prazo. Mas se é para ter desktop ativo, que seja útil para quem usa e creio estar mais útil agora.

Além dos ícones tray, que ao meu ver não fazem sentido serem coloridos e detalhistas em uma barra minúscula, onde os ícones originais todos simples basicamente mono cor.

O grande facilitador!

Para você que usa placas Nvidia, o Ubuntu mantêm drivers recentes (460/430) e legacy (390/340). Com instalador gráfico. Se os drivers irão funcionar é outros 500, mas estão alí as opções para os usuários usufruirem dos recursos dos drivers Nvidia como poder gráfico e Nvenc, assim como tearing na sessão X11! (por enquanto).

Agora com a experiência Wayland!

Seu navegador padrão “Firefox” roda nativamente em wayland além de compatibilidade com compartilhamento de tela.

Se usar o OBS Studio 27+ via Flatpak, também terá compatibilidade com compartilhamento de tela + pipewire:

Conclusão

Pequenas grandes mudanças nesta versão, que espero a longo prazo beneficiarem todo o desktop Linux. Com a distro mais popular usando Wayland por padrão, app’s/dev’s/projetos tendem a compatibilizarem com a tecnologia.

Como o que já acontece com Firefox, OBS Studio, Nvidia Driver (em breve), Chromium etc.

Me parece que foram além de apenas selecionar a sessão Wayland por padrão, mas estão se certificando que os app’s padrão funcionem corretamente.

Se deseja me dar sugestões, mande para fastos2016@gmail.com ou nas redes sociais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: