Uso de Disco dos Flatpak’s + Btrfs + zstd

Ainda existe muito equívoco sobre o uso de armazenamento dos Flatpak’s e um desconhecimento dos benefícios do sistema de arquivos Btrfs.

Quero demonstrar aqui o quanto o uso de app’s em Flatpak irá consumir de seu armazenamento com e sem Btrfs+compressão, creio que será válido caso esteja querendo deixar de usar repositórios de terceiros para seu sistema e usufruir da segurança e outros benefícios que o uso de app’s em sandbox pode lhe trazer e caso queira se beneficiar também deste sistemas de arquivos moderno.

Também quero mostrar o poder do Btrfs com compressão (zstd) na qual o Fedora usa por padrão e talvez você queira usar aí na sua distro depois deste artigo?

Método

Vou fazer 3 testes escalando o número de app’s, 15 / 30 / 50. Vou incluir programas KDE, GNOME, Electron, Flutter e com versões de runtime diferentes, simulando um senário onde irá precisar de muitas ou quase todas runtimes disponíveis no Flathub.

A configuração do sistema de arquivos pode variar de uma distribuição para outra, por exemplo, no Fedora vem com Btrfs e compressão ativada, no Ubuntu EXT4 sem compressão. Então vou fazer o teste com Ubuntu 21.10 e Fedora 35, que irá refletir na maioria dos casos.

Nas duas distribuições irão usar o ambiente GNOME com seus app’s padrão pré instalados, Workstation e Ubuntu (instalação completa).

As 2 máquinas virtuais terão as configurações:

2 CPU’s

4GB RAM

30GB HD

Lista de app’s:

1 – Steam – runtime freedesktop 21.08

2 – Telegram – runtime freedesktop 21.08

3 – Firefox – runtime freedesktop 21.08

4 – OBS Studio – runtime KDE 5.15

5 – Kdenlive – runtime KDE 5.15

6 – Zapzap – runtime KDE 6.2

7 – GIMP – runtime GNOME 40

8 – Editor de Texto – runtime GNOME 41

9 – GTKStressTesting – runtime GNOME 3.38

10 – Discord – runtime freedesktop 21.08 (electronApp)

11 – Spotify – runtime freedesktop 21.08 (electronApp)

12 – Atom – runtime freedesktop 20.08 (electronApp)

13 – Zoom – runtime freedesktop 21.08 (electronApp)

14 – Fluffychat – runtime GNOME 41 (FlutterApp)

15 – Appimage Pool – runtime freedesktop 21.08 (FlutterApp)

16 – VLC – runtime KDE 5.15

17 – Chromium – runtime freedesktop 21.08

18 – Dolphin Emulator – runtime KDE 5.15

19 – Drawing – runtime GNOME 41

20 – EasyEffects – runtime GNOME 41

21 – FFaudioConverter – runtime KDE 21.08

22 – Flameshot – runtime KDE 5.15

23 – Flatseal – runtime GNOME 41

24 – Citra – runtime KDE 5.15

25 – Lollypop – runtime GNOME 41

26 – Signal Desktop – runtime freedesktop 21.08(electronApp)

27 – Videos – runtime GNOME 41

28 – Shotcut – runtime KDE 5.15

29 – Web – runtime GNOME 41

30 – Boxes – runtime GNOME 41

31 -Libreoffice – freedesktop 21.08

32 – Skype – runtime freedesktop 21.08 (electronApp)

33 – Inkscape – runtime GNOME 41

34 – Blender – runtime freedesktop 21.08

35 – Audacity – runtime GNOME 41

36 – Fragments – runtime GNOME 40

37 – Gerenciador de Extensões – runtime GNOME 41

38 – Handbrake – runtime GNOME 41

39 – Games – runtime GNOME 40

40 – Krita – runtime freedesktop 21.08

41 – Builder – runtime GNOME 41

42 – Visual Studio Code – freedesktop 21.08

43 – Celluloid – runtime GNOME 41

44 – MPV – runtime freedesktop 21.08

45 – Okular – runtime 21.08

46 – Shortwave – runtime GNOME 40

47 – Pinta – runtime GNOME 41

48 – Element – runtime 21.08 (electronApp)

49 – Remmina – runtime GNOME 41

50 – Fedora Media Writer – runtime KDE 5.15

Fedora – uso de HD padrão (após sistema atualizado):

Usado: 4.8 GB

Ubuntu – uso de HD padrão (após sistema atualizado):

Usado: 8.8 GB

Fedora – uso do HD após 15 app’s instalados:

Usado: 9.7 GB

Ubuntu – uso do HD após 15 app’s instalados:

Usado: 17.2 GB

Fedora – uso do HD após 30 app’s instalados:

Usado: 11 GB

Ubuntu – uso do HD após 30 app’s instalados:

Usado: 19.2

Fedora – uso do HD após 50 app’s instalados:

Usado: 14.1 GB

Ubuntu – uso do HD após 50 app’s instalados:

Usado: 24.3

Gráfico comparativo:

Concluindo

Podemos ver o quanto o Btrfs fez diferença por usar compressão no Fedora, mesmo assim, o “pior” dos casos que terá em distros Linux, é ter aproximadamente 24 GB de HD para 50 app’s.

Sendo que é possível usar Btrfs + compressão com todas distribuições Linux, vai depender de o quão difícil é configurar em cada uma.

Segundo o Fedora, o Btrfs pode beneficiar em muitas coisas como: vida útil do seu dispositivo de armazenamento, espaço, confiabilidade, melhor controle dos recursos de memória/CPU/ IO, criação de snapshots etc.

Pessoalmente, uso Btrfs para o sistema (incluindo a home) com SSD desde que o Fedora adotou, porém mantive meus HD’s de jogos com EXT4 (converti o HD de 2 TB para Btrfs) pois é o formato testado pela Valve com os jogos da Steam.

Mas aproveitei o diretório padrão da Steam na Home, para instalar um game relativamente pesado e que jogo bastante, o Warframe. E até agora não tenho visto nenhum problema relativo ao sistema de arquivos como lentidão na abertura de jogos / app’s ou travamentos.

Se deseja me dar sugestões, mande para fastos2016@gmail.com ou nas redes sociais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: