Fedora Silverblue 33 BETA – GNOME 3.37.91 – Overview

Vamos dar uma olhada de como está ficando o SB33 / GNOME 3.38.

Atualmente o Fedora está em Beta Freeze e tem como plano ser lançado em 27/10/20.

Agora o Fedora e todas suas versões trazem o Btrfs por padrão (para novas instalações, upgrade não muda o sistema de arquvos) veja como fica o particionamento automático (/boot fica com ext4). Ele na verdade não cria “partições” são “subvolumes”:

ex: sistema criado em VM (GNOME Boxes)

A instalação levou aproximadamente 7min . Na minha máquina real também com SSD levou 5min.

Ao iniciar temos o gnome-initial-setup com cara nova!

De resto são as configurações iniciais de sempre:

Agora o GRID de App’s está mais personalizável, podendo selecionar a posição além das opções de criar grupos:

O Fedora e GNOME sempre trazem mudanças e melhorias no desempenho em geral, que as vezes só se percebe em máquina real. No GNOME creio ser mais perceptível usando sessão padrão (Wayland) com drivers open source (Intel-i915/Iris, AMD-amdgpu/radeon e Nividia-nouveau).

ZRAM / EarlyOOM

Agora ao invés de partição SWAP, vem com ZRAM (SWAP com compressão e é alocada na RAM). Além do EarlyOOM que pode ajudar em situações de pouca memória “matando” processos antes que o sistema trave em casos de RAM lotada.

O tamanho da ZRAM (Swap no GNOME Monitor) é definida automaticamente de acordo com a quantidade de RAM (ao que me parece). Na print abaixo, usando a VM com 4GB de RAM é definido 2GB de ZRAM.

Ao configurar apenas 2GB de RAM é definido quase 1GB de ZRAM:

Agora em um pequeno teste, irei lotar a RAM com Firefox rodando em 4k, 3 vídeos no Youtube (encoder VP9).

O que acontece são “crashs” na aba do navegador, mas o sistema continua ativo e liberando espaço na RAM automaticamente.

Testei de várias formas tentar lotar a RAM mas o sistema não deixou travar, pode travar a aplicação mas não o sistema.

Então fiz um teste “não realista” de deixar o sistema com 1GB de RAM.

Assim o sistema inicia usando 530MB~ + uso do zram

Comecei abrindo O Firefox e os outros app’s GNOME. O Firefox foi o primeiro a ser fechado automaticamente e os outros app’s continuaram.

O sistema continuou rodando:

App’s padrão

Os app’s padrão ainda são os mesmos, sendo o Firefox e alguns utilitários do sistema ainda na versão nativa (.rpm) e de resto via Flatpak:

Informações via neofetch e tempo de boot:

Usa 7GB de HD por padrão, a princípio o Btrfs não vem com compressão ativada:

GNOME Software

A central de app’s do GNOME, ainda vem com um “botão” para habilitar repositórios de terceiros, que instala (mas não ativa) o RPMFusion para Steam e Nvidia driver (último driver mais recente) e repositório da Google para o Chrome.

Ao clicar em “habilitar” é instalado os repositórios (via rpm-ostree) significa que terá que reiniciar o sistema para usufruir dos mesmos:

A mensagem foi de uma “Atualização” que na verdade foi o pacote de repositórios instalados:

Ao reiniciar, verá na GNOME Software em “repositórios de programas”

Os repositórios desabilitados para Google Chrome, Nvidia Driver e Steam.

Este recurso foi implementado no Fedora Workstation pensado na experiência .rpm, creio que o ideal para o Silverblue seria oferecer o Steam via Flatpak. Deixando o RPMFusion apenas para driver Nvidia.

Para habilitar basta clicar em cada um e ativar. Se é usuário do Silverblue + Placa Nvidia, recomendo habilitar apenas para Nvidia driver.

A Steam é perfeitamente usável via Flathub e o Chrome pode ter problemas para atualizá-lo futuramente, precisando reiniciar/reinstalar o pacote .rpm a toda vez que tiver update, outras opção para o Chrome é usar (atualmente) via flathub-beta ou via toolbox (estas duas ultimas opções não exigem reinício do sistema).

O repo “RPMFusion Nvidia” costuma ter problemas com verificação de chaves GPG durante a fase beta do Fedora (na qual foi testada neste artigo). Não significa que não poderá instalar o Driver do RPMFusion no Beta, mas terá que habilitar o repositório completo manualmente.

GNOME Settings

Aqui tem uma área que mais gostaria de ver funcionando integradamente (não é uma tarefa fácil) é na opção privacidade.

Veja o exemplo do “serviço de localização” na qual não reconhece o aplicativo Mapas. O mesmo acontecerá para app’s de gravação de audio ou câmeras..

Outra área que contribui para o controle/privacidade seria a de permissões em “Aplicativos”. Que já possui uma integração inicial principalmente com Flatpak’s.

E quem sabe, futuramente trazendo mais permissões “like a Android”?

E falando de Flatpak’s, para adicionar o Flathub nada mudou, é preciso acessar o flathub.org e clicar em “Install” em qualquer app da loja, que irá abrir diretamente com a GNOME Software para instalar o app e junto o repositório Flathub:

A barra de progresso “instalando 0%” ainda não mostra o progresso de fato, isso quando está instalando as runtimes dos Flatpak’s, então basta aguardar:

Após isto já poderá encontrar todos app’s do Flathub na GNOME Software, sem necessidade de reiniciar a sessão, no máximo atualizar na aba “Atualização”.

Se você não sabe como atualizar ou fazer rebase de versão no seu Silverblue:

https://fastoslinux.com/2020/02/23/upgrade-fedora-silverblue/

https://fastoslinux.com/2019/08/14/mudar-de-versao-no-fedora-silverblue/

Se deseja me dar sugestões, mande para fastos2016@gmail.com ou nas redes sociais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: