Quantas pessoas usam Fedora?

Todos sabemos que sem um sistema de “tracker” ou de cadastro obrigatório é praticamente impossível ter uma estimativa quantas pessoas de fato usam o Fedora mundialmente.

Mas alguns dados recentemente divulgados na Flotck to Fedora 2019 (conferência em Budapeste) Matthew Miller (líder do projeto Fedora) mostram gráficos sobre o status do Fedora, como tradicionalmente em toda conferência.

Entre muitas informações interessantes sobre como funciona o Fedora, também tem informações sobre a quantidade de atividade nos mirrors do Fedora, por ip:

2019-08-11_10-59

2019-08-11_11-00

Como podemos ver apenas no F29-F31 tivemos 2 picos de 300k por IP. Também podemos ver uma crescente a partir do F21-F28. Isso mostra um aumento do uso do Fedora a partir destas versões.

E com isso podemos concluir algo? eu diria apenas que, existe milhares de máquinas conectadas ao Fedora, este gráfico também não conta com os servidores do CoreOS (atomic) e Silverblue. Também existe muitas pessoas ainda usando versões antigas do Fedora. Outras que baixam a iso e não atualizam seus sistemas, compartilhamento via torrent/local e muitos outros casos que tornam impossível uma estimativa precisa.

Aqui a apresentação de Matthew Miller onde ele explica melhor os gráficos, ele fala que é possível haver 10 milhões de máquinas incluindo IoT devices e tudo mais, usando Fedora (isso em 2018)

Sobre desenvolvedores no projeto, em 2018 Matthew explica que existe algo como 3.000 pessoas que contribuem diretamente para o Fedora em um determinado ano, com um grupo ativo central de cerca de 400 pessoas participando de uma determinada semana.

Eu não tenho estimativa de quantos desenvolvedores são também empregados da RedHat, só sei que existe muitos, geralmente líderes de times do Fedora e muitos engenheiros também são pagos para trabalhar integralmente no Fedora, pra quem não sabe o Fedora é o upstream do RedHat, exemplo, o Red Hat Enterprise Linux 8 é baseado no Fedora 28 (usa os mesmos pacotes + serviços RedHat)

Este tipo de informação pode não atrair muitas pessoas que presam por privacidade, para alguns pode parecer algo como “estão querendo me rastrear” mas é bom para o Projeto Fedora publicar este tipo de informação, para usuários/desenvolvedores terem maior noção e principalmente investidores (IBM/RedHat) saberem o quão grande é a comunidade, e isto pode impactar sobre nas futuras decisões de investimentos no projeto. Podendo trazer chances de aumento no quadro de pessoas pagas em tempo integral para o projeto, investimento em infraestrutura e tudo mais que o principal patrocinador do Fedora pode fazer. E isso, obviamente tende a trazer ainda mais qualidade e novidades no Projeto Fedora. Algo que inclusive já acontece, e não podemos chamar mais Fedora de “um sistema operacional” pois dentro já existe ramificações como CoreOS, Silverblue, Server, Workstation e muitos outros serviços que estão no “guarda chuvas” ou na infra estrutura do projeto.

Sugestões mande para fastos2016@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: