Suporte Flatpak nas distribuições Linux

No site do flatpak existe algo como “O futuro dos aplicativos Linux” segundo o mesmo é compatível com 21 distros.


O flatpak foi criado em 2014, mas alcançou sua versão 1.0 em novembro de 2018. Então vamos dar uma visão geral na adoção e como está sendo implementado (ou não) este gerenciador/formato de pacotes. Não vou comentar sobre todas distros, mas as que julgo as principais para o desktop linux, mas já adianto que algumas distros não citadas no site são compatíveis com flatpak.

Último update 24/01/2020

EndlessOS

Começando com uma das empresas que mais contribui para o flatpak e tem funcionários mantendo vários programas no flathub, obviamente trás o flatpak e o flathub por padrão com vários apps e runtimes já instaladas no sistema, o usuário tem uma experiência “out of the box”.

Red Hat/CentOS/Fedora

Red Hat também é uma empresa que investe no flatpak, tendo vários funcionários trabalhando nele, no flathub e outros repositórios. Trás o flatpak por padrão nos 3 sistemas, porém apenas o Fedora com seu próprio repositório de flatpak’s adicionado. Para usar o flathub, pode adicionar o repositório via terminal ou via gnome software, através do link no site, como mostro aqui.

Ubuntu

A Canonical foca em snap’s, não trás o flatpak por padrão, mas apesar disto tem o flatpak nos repositórios oficiais (existe uma PPA para quem quiser o mais recente) é facilmente instalável via terminal ou via gnome software, assim como o repositório flathub.

Linux Mint

Trás o flatpak + flathub por padrão, o usuário pode gerenciar facilmente via central de aplicativos.

KDENeon

Trás flatpak por padrão podendo adicionar repositórios flathub via terminal ou facilmente via Discover.

openSUSE

Trás flatpak por padrão (na versão KDE Plasma) podendo adicionar repositórios flathub via terminal ou GNOME Software/Discover.

Arch Linux

Bom, nada vem por padrão no ArchLinux, mas está nos repositórios oficiais. Podendo instalar via terminal ou GNOME Software/Discover, um detalhe, ao instalar o flatpak o flathub é adicionado automaticamente.

Debian

Não trás o flatpak por padrão, mas está nos repositórios oficiais. Podendo instalar via terminal ou GNOME Software/Discover, assim como o flathub.

Solus

Não trás o flatpak por padrão, mas está nos repositórios oficiais. Podendo instalar via terminal, sua central de software não gerencia flatpak’s (até o momento) pois os devs já divulgaram que pretendem implementar na central de aplicativos.

Mageia

Trás o flatpak por padrão, mas não vem com flathub ou outro repositório adicionado, podendo ser feito via terminal ou GNOME Software/Discover.

Zorin OS

Tras flatpak + seu próprio repositório flatpak com runtimes de seu tema padrão instalado, o flathub pode ser habilitado via GNOME Software ou terminal.

ClearLinux

Trás o flatpak + flathub por padrão, o usuário pode gerenciar facilmente via GNOME Software

ElementaryOS

Vem com flatpak por padrão, mas não flathub, porém com ferramentas nativas para integrar o flathub, o sideload e appcenter como mostro aqui.

Manjaro

Trás o flatpak + flathub por padrão, o usuário pode gerenciar via terminal ou mais recentemente, com a ferramenta gráfica Bauh.

PopOS

A partir da versão 20.04 com suporte a flatpak + flathub por padrão, o usuário pode gerenciar via “PopShop” (central de aplicativos)

Deepin

Não trás flatpak por padrão (apesar de distribuírem alguns apps em flatpak) mas está nos repositórios oficiais, podendo gerenciar tudo via terminal.

PureOS

Trás o flatpak por padrão, mas não vem com flathub ou outro repositório adicionado, podendo ser feito via terminal ou GNOME Software.

Menção:

Projetos GNOME e KDE possuem repositórios próprios de flatpak’s com a maioria dos seus aplicativos, suas runtimes também se encontram no flathub.

Minha conclusão geral, é que no momento poucas distribuições implementaram de forma “out of the box” para os usuários, sendo que a maioria usará o que vem por default no sistema, independentemente do formato do pacote. Algumas dão um passo a mais trazendo o flatpak por padrão, e deixando a cargo do usuário adicionar os repositórios, caso ele venha a conhecer a tecnologia por algum meio. Poucos não trazem o flatpak por padrão, mas possuem em seus repositórios.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão/atualização nesta matéria? mande para fastos2016@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: