Pós Instalação no Fedora Silverblue

O Fedora Silverblue é um sistema com o “core” imutável, com foco em aplicações tipo contêiner (flatpak’s). Ela é uma variante do Fedora Workstation tradicional.

Ultimo update deste artigo: 22/10/2020

Atenção: este sistema é considerado “emergente” e não tem toda compatibilidade que a versão Workstation possui como:VirtualBox, drivers de impressoras etc. Veja este artigo para saber mais detalhes do sistema.

A primeira coisa a se fazer ao instalar o Silverblue, eu diria, recomendo dar um “pin” na primeira imagem ostree. Ou seja, é quase como criar um “ponto de restauração” onde esta versão do sistema irá ficar fixada no grub (mostro mais sobre esta e outras opções aqui):

sudo ostree admin pin 0

Após isso atualize o sistema via GNOME Software ou terminal:

rpm-ostree upgrade

Então reinicie o sistema, no grub será criado a nova “imagem” atualizado, e o anterior com a versão que você fixou com o comando “pin”.

obs: atualmente existe um bug conhecido do projeto, que é basicamente a duplicação de entradas no grub, não se preocupe, elas funcionam, porém podem ficar apenas duplicadas, podendo diferenciar pela numeração/data.

Captura de tela de 2020-10-05 18-46-07

Flatpak’s e Flathub

Para termos acesso aos mais de 700 apps via Flathub em nossa GNOME Software:

Conheça o Flathub

Acessamos o site e clicamos no logo do Fedora:

2019-03-03_22-32

Em seguida, clicamos no botão “Flathub repository file”:

2019-03-03_22-32_1

OK para abrir com a GNOME Software:

2019-03-03_22-33

E instalar repositório Flathub:

2019-03-03_22-34
2019-03-03_22-35.png
concluído

Em “Repositórios de programas” pode verificar se foi adicionado o Flathub:

Captura de tela de 2020-01-13 20-11-27.png
2019-03-03_22-39

Atualize o GNOME Software em “Atualizações/Botão de atualizar”

Captura de tela de 2020-01-13 20-13-24

Ou reinicie a sessão do GNOME que também irá atualizar:

2019-03-03_22-40

Procedimento via terminal:

flatpak remote-add --if-not-exists flathub https://flathub.org/repo/flathub.flatpakrepo

E para verificar os repositórios flatpak adicionados:

flatpak remotes

Retornará o “flathub”, já poderá instalar flatpak’s do flathub.

Opcional: Flathub beta:

flatpak remote-add flathub-beta https://flathub.org/beta-repo/flathub-beta.flatpakrepo

No Flathub-beta você terá acesso a programas como Lutris e navegadores como Google Chrome, Chromium, Brave…

Recomendo usar estes navegadores via Flatpak pois via rpm não irão se atualizar automaticamente, terá que reinstalá-los manualmente para atualizar.

Agora é só “ir as compras!”

obs1: os primeiros app’s a baixar podem demorar mais, pois terá que baixar runtimes básicas para o bom funcionamento e integração dos aplicativos (isto é feito automaticamente ao instalar flatpak’s).

Neste artigo fiz alguns comparativo entre rpm vs flatpak.

Depois que baixar 1 app GNOME e 1 app KDE, os próximos instalarão mais rapidamente, dependendo da conexão.

Você pode verificar/pesquisar/instalar os programas mais populares pelo site e terminal também se preferir.

Alguns aplicativos populares que você vai encontrar no Flathub: Firefox, Spotify, Telegram, Steam, Gimp, Kdenlive, Inkscape, VLC, Discord…

Como usuários do SB fazem muito uso de Flatpak’s, recomendo fortemente o Flatseal, para gerenciar possíveis permissões.

obs2: todos flatpak’s do flathub já vem com codec’s!

RPMFusion

O RPMFusion ainda vai ser preciso principalmente caso use Nvidia.

Para fazer um upgrade de versão futuramente, você terá que remover o RPMFusion e os pacotes instalados por ele para prosseguir com o procedimento, como mostro aqui (se trata de 1 comando: rpm-ostree reset).

Agora para adicionar os repositórios RPMFusion, abra o terminal e cole o comando recomendado no site:

rpm-ostree install https://download1.rpmfusion.org/free/fedora/rpmfusion-free-release-$(rpm -E %fedora).noarch.rpm https://download1.rpmfusion.org/nonfree/fedora/rpmfusion-nonfree-release-$(rpm -E %fedora).noarch.rpm
quando processo terminar
Neste momento pode reiniciar o sistema

Após reiniciar podemos instalar quase todos pacotes do RPMFusion.

obs: rpm-ostree é construído sobre o ostree e possibilita a instalação do rpm’s como uma “camada” no topo de uma imagem do ostree. Na prática, isso significa que você pode instalar rpm’s(64bit) como de costume, mas não “modificará” o sistema base/core. Usará o rpm-ostree install em vez do dnf install.

Perceba que sempre será exigido o reboot do sistema após o uso do rpm-ostree e veja que no grub irá ser criado uma nova entrada, a mais recente é sempre a do topo.

Caso o Grub não apareça, tecle “ESC” antes de carregar o sistema.

PLUS

UNAR e LM_SENSORS

São utilitários via CLI para sensores e descompactar arquivos .rar, instale via terminal:

rpm-ostree install unar lm_sensors

Após reiniciar, poderá usá-los via CLI/Terminal:

Para descompactar um .rar com unar, com o terminal no diretório do arquivo:

unar nomedoarquivo.rar

Para o lm_sensors:

sudo sensors-detect

e confirme todos com “y”

Após poderá consultar com:

watch sensors

ou

sensors

KDE

O KDE mantém um repositório próprio de flatpak’s, muito do que tem nele você encontrará no Flathub, então este fica como opcional, se você gosta do projeto e queira testar algo que não esteja no Flathub, como alternativa ou goste de acompanhar/contribuir com as ultimas versões de desenvolvimento.

flatpak remote-add --if-not-exists kdeapps --from https://distribute.kde.org/kdeapps.flatpakrepo

GNOME

Nightly GNOME Apps, aqui você vai encontrar muitos app’s em desenvolvimento, repositório opcional como alternativa ou goste de acompanhar as ultimas versões de desenvolvimento.

flatpak remote-add --if-not-exists gnome-nightly https://nightly.gnome.org/gnome-nightly.flatpakrepo

Appimage

Você pode usar (ou tentar) appimage’s no Fedora Silverblue, como mostro neste artigo.

Você encontra em sites de app’s que suportam ou através dos links:

https://www.appimagehub.com/

https://appimage.github.io/apps/

Também veja a ferramenta “Appimage Manager” (app)

WINE

Você pode usar o Wine através do Steam (Proton = fork do Wine) Lutris (está em beta mas é capaz de instalar muitos jogos) Winepack e Phoenicis PlayOnLinux como mostro neste artigo.

Se deseja me dar sugestões, mande para fastos2016@gmail.com ou nas redes sociais.

5 comentários em “Pós Instalação no Fedora Silverblue

Adicione o seu

  1. Estou tendo dificuldades para criar um ambiente de desenvolvimento de software no silverblue. Estou tentando evitar ao maximo instalar via rpm-ostree. Comecei criando uma toolbox e instalando a linguagem golang via o asdf-vm (o interessante eh que mesmo fora da toolbox o comando go version foi reconhecido). Instalei duas IDE’s via flatpak (vscode e Intellij) e o problema comeca quando o vscode em seu terminal nao reconhece o comando “go version”.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: